Vendas do Natal devem subir 4% e movimentar R$ 5,5 bi

As vendas dos shopping centers no período do Natal devem registrar um crescimento de 4% em relação ao ano passado. A projeção foi divulgada nesta sexta-feira (16/12) pela Associação Brasileira de Shopping Centers (Abrasce).

De acordo com a entidade, devem ser movimentados R$ 5,5 bilhões entre os dias 19 e 25 de dezembro.

A Abrasce informou ainda que, entre os produtos de maior procura, estão artigos de perfumaria e cosméticos, calçados, roupas, aparelhos eletrônicos, brinquedos e itens esportivos.

Segundo a entidade, o tíquete médio das vendas em shoppings deve ficar em R$ 188, praticamente o mesmo patamar de 2019.

Comércio projeta queda

Por outro lado, as vendas do comércio no período do Natal serão menores do que o projetado inicialmente pela Confederação Nacional do Comércio de Bens, Serviços e Turismo (CNC). A nova estimativa, divulgada na segunda-feira (12/12), projeta uma alta de 1,2% em relação ao Natal do ano passado. A projeção anterior da CNC era um crescimento de 2,1% nas vendas natalinas.

Entretanto o cenário de juros elevados e taxas de inadimplência recorde explicam a redução nas estimativas, segundo a confederação.

Ainda assim, 2022 deve registrar a primeira alta real das vendas de Natal desde o início da pandemia de Covid-19, em 2020. A expectativa é que sejam movimentados R$ 65 bilhões em vendas – acima dos R$ 64,2 bilhões de 2021, mas abaixo dos R$ 67,5 bilhões de 2019.