Gari cria filha sozinho e ela formou em MEDICINA

Criar filhos não é fácil, mas esse gari conseguiu fazer isso sozinho e com muito êxito. Trabalhando noite e dia para que ela pudesse estudar, esse super pai vê hoje o fruto do seu esforço. Sua filha é médica e trabalha salvando pessoas da doença que levou a vida de sua mãe, quando ainda tinha 9 anos.

Pai vê filha médica, fruto do seu trabalho

Tales Pereira trabalhou toda a vida limpando as ruas de Goiânia para que a filha, Aline de Castro, tivesse uma boa educação e um dia fosse médica. Ele mesmo financiou um colégio particular para o ensino médio da filha. O trabalho todo do pai já foi reconhecido desde a formatura, quando ela dedicou esta vitória a ele no convite:

“Ao meu pai, agradeço profundamente por ter vivido cada dia comigo, se desdobrando para ajudar a cumprir minhas obrigações e se preocupando com meu bem-estar e me amparando com as mais diversas formas de amor. Você é meu maior exemplo de luta e determinação para vencer na vida”.

Com o falecimento da mãe com câncer de estômago, quando Aline tinha apenas 9 anos, o pai teve que assumir o papel de pai e mãe. Foi a doença da mãe que levou Aline a ser médica e o pai não consegue conter a emoção de tudo o que a filha alcançou. Ela hoje está em uma posição onde pode ajudar pessoas com o problema a se curarem, como ela não pôde fazer com a mãe.

Como estão hoje

gari filha médica hoje
Crédito: Reprodução Tv Anhanguera

Formada e já trabalhando, Aline se sensibiliza com os pacientes, sentindo-se grata e emocionada ao ver que estão ficando bons. Além disso, gosta de mimar o pai, hoje aposentado e desfrutando da companhia da filha. Tales mora atualmente com ela e relutou a permitir que ela ajudasse nas contas da casa.

Foi aos poucos que Aline conseguiu convencer o pai a compartilhar as contas. Ela se lembra do primeiro presente que deu ao pai, uma rede para colocar na varanda. Depois, vieram o portão eletrônico, para aumentar a segurança da casa, uma televisão e um carro para os dois dirigirem. O próximo passo é a compra de um apartamento para Aline morar.

Mas Tales não ficará de fora dessa mudança. Eles são muito unidos e Aline já disse que só vai comprar, quando tiver dinheiro para manter também um apartamento ao lado do dela, para o pai morar. E se ele quiser, pode viver com ela também, mas isso são planos para o futuro. Agora, ela está aproveitando os frutos dos esforço de ambos, para edificar os próximos anos.

Tales se emociona ao falar da filha: “eu sinto orgulho dela. Quando ela estiver precisando e eu estiver com vida, mesmo depois de casada, eu vou estar lá ainda para o que ela precisar. Pai não cria filho para si”. Uma preciosa lição que deveria ser ouvida e praticada por muitas famílias, um verdadeiro exemplo de vida.